Derivada do termo norte-americano empowerment, a palavra empoderamento não existe oficialmente no nosso idioma. Mas tem sido muito utilizada por diversas pessoas, em diversos contextos.

Trata-se de uma palavra que se tornou, de certa forma, um ícone de libertação e controle de si próprio, fazendo com que muitos oprimidos se livrassem de seus opressores. Com isso, ela transformou-se em mais que um simples termo – virou uma espécie de lema ou mantra.

Mas, dentro de uma empresa, onde se encaixa o empoderamento e como ele pode facilitar a rotina e os resultados das lideranças? Saiba mais sobre isso, a seguir!

empoderamento

Empoderar é saber administrar

Empoderamento é uma prática que permite às empresas darem todo o embasamento de informações necessárias para que um funcionário possa, sozinho, realizar tarefas. Além de tomar decisões e administrar com autonomia algum setor ou projeto da empresa.

Dando a esse colaborador a formação, o treinamento, a motivação e a oportunidade, ele poderá resolver com mais facilidade os problemas e melhorar os processos internos da empresa. Um colaborador empoderado é um colaborador valorizado e mais engajado e comprometido com os resultados da organização.

Portanto, mesmo que ele cometa erros, eles servirão como aprendizado e não serão novamente repetidos. Pois ele estará dependendo somente de si mesmo para tornar os processos mais eficazes.

Empodere seus líderes

Reuniões semanais e resultados de pesquisa de clima compartilhados pelo RH. Além de informações de alinhamento com os valores da empresa e outras orientações verbais e ferramentas de gestão. Todas essas  são recursos de primeira importância na hora de empoderar seus gestores.

Tudo isso pode parecer, em um primeiro momento, muito simples e básico. Mas faz parte do processo de preparação para o momento em que o gestor vai receber seu “par de asas” para “voar sozinho”. Assim  liderar pessoas e processos com mais confiança e assertividade.

Além disso, também é tarefa do gestor ter confiança em quem ele está treinando e motivando para que se torne um líder empoderado que empodera sua equipe. Sendo assim, quando achar adequado, esse gestor deve começar a liberar o seu funcionário para assumir a liderança de suas atividades sem que seja preciso monitoramento tão próximo e constante.

Com isso, o colaborador vai se sentir mais valorizado e provavelmente conseguirá realizar todas as tarefas dando o seu melhor. Assim, o gestor será capaz de testar se o treinamento teve o efeito esperado, contará com um time fortemente engajado e reduzirá suas taxas de turnover.

Abra mão de práticas que boicotam o empoderamento dos líderes de sua empresa

Muitas práticas que são adotadas desde os tempos antigos não devem mais fazer parte da sua empresa. Se você quer empoderar seus funcionários e incentivar os novos líderes, sua empresa deve acompanhar as mudanças registradas no mercado. E estar atenta ao perfil dos clientes e colaboradores.

Existem atitudes que não colaboram em nada para o processo de empoderamento de gestores e de equipes. Por exemplo, controlar e reclamar de detalhes pequenos e irrelevantes, punir erros e recompensar apenas com dinheiro.

Delegar poderes e funções para seus colaboradores é confiar que eles possam fazer tudo que é proposto sem que seja preciso controlar cada mínimo detalhe, já que existem outras pessoas que têm liberdade e autonomia para isso.

Além disso, um “chefão” que anda pela empresa com aquele ar de “sabe-tudo”, já não é bem visto. Por isso, distribuir conhecimento é bem mais apreciado do que monopolizá-lo. Deixar que todos saibam o que se passa, ao invés de guardar para si próprio o conhecimento, é um grande passo rumo ao empoderamento.

Outro detalhe importante é a habilidade de ouvir. Antigamente, o chefe limitava-se a comunicar as mudanças e seus funcionários aceitavam passivamente. Empoderar é fazer justamente o oposto.

Portanto, empoderar é saber gerir?

Um bom gestor deve envolver seus colaboradores no processo de mudança. Fazendo perguntas e ouvindo sugestões, mais do que fornecendo respostas já prontas e padronizadas. Dessa forma, além de existir a possibilidade do surgimento de muitos insights para seu negócio. Seja com empoderamento seus líderes (e, consequentemente, as equipes) se sentirão valorizados e motivados a darem sempre o seu melhor.

Empoderamento é uma palavra que vem cercada de atitudes positivas e que só trará benefícios para quem seguir seus princípios dentro da empresa. Empodere seus líderes e demais funcionários e incentive o desenvolvimento de todas as suas potencialidades. Evite ordens, favoreça parcerias e ambientes abertos à cocriação. Todos ganham.

E na sua empresa, o empoderamento é incentivado? Você conhece alguma outra dica para empoderar líderes e gestores? Compartilhe sua mensagem nos comentários!

Como empoderar líderes e gestores?
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *