Se você já passou pelas tradicionais avaliações de desempenho que ocorrem anualmente em boa parte das organizações, certamente já teve a sensação de estar perdendo tempo e achou que o processo era inútil. Não se preocupe, você não é o único a pensar dessa forma! Nos últimos anos, as empresas desenvolveram a percepção de que a gestão de performance precisava mudar. E aquele modelo engessado deu espaço a outros muito mais compatíveis com a realidade do mercado.

gestão de performance

A tecnologia passou a fazer parte da rotina de todos. Inclusive dentro das organizações. Isso permitiu que processos sejam democratizados e humanizados, substituindo aqueles até então burocráticos.

No post de hoje, falaremos a respeito do futuro da gestão de performance para que você saiba de que forma a análise de dados está sendo repensada para caber na realidade das empresas. Confira!

Gestão de performance: o que vem por aí

Por muito tempo, o ritual da gestão de performance consistiu-se em avaliar os colaboradores e usar os dados para comparar com os do ano seguinte, para, inclusive, definir aumentos salariais. O processo muitas vezes era visto como algo demorado, injusto e, até mesmo, desmotivador.

O principal problema da gestão de performance era que ela pouco contribuía para o crescimento dos colaboradores. O que era para ser utilizado como uma forte estratégia empresarial, passou a ser um processo obsoleto, algo feito apenas para “cumprir a agenda” e poder dizer que a empresa fazia. E por bastante tempo isso foi “aceitável”.

A realidade atual do mercado e as mudanças nos processos, nas gerações e na dinâmica das relações sacudiram as empresas e despertaram a consciência da necessidade da adoção de modelos que sejam realmente compatíveis.

Basicamente, uma nova geração de colaboradores inquietos, curiosos e com sede para mostrar o seu valor e fazer a diferença questionou o sentido de alguns métodos tradicionais. Afinal, por que utilizar ferramentas que podem, inclusive, prejudicar a performance e gerar desmotivação?

Essa discussão não é nada recente, mas ela ganhou força devido às evoluções pelas quais as empresas passaram e tiveram que se adaptar nos últimos anos. Hoje, para conseguir uma boa vaga, os candidatos precisam ter conhecimentos profundos, assumir responsabilidades e saber como resolver diferentes problemas. Já as empresas, precisam tornar esses profissionais parceiros de negócio para formar equipes de alta performance e obter o melhor de cada um.

Tecnologia e gestão

O uso de ferramentas tecnológicas é uma das maneiras de empoderar gestores. E essa estratégia inclui a gestão de performance. Afinal, ela deve ser muito mais do que um questionário anual preenchido apenas por obrigação.

A tecnologia é uma poderosa aliada dos processos de gestão de pessoas. E ela deve ser utilizada para que os colaboradores tenham a sua performance avaliada de maneira online, olhando o presente e o futuro, e construindo projeções de acordo com as habilidades de cada um.

Para saber onde quer chegar, inicialmente, o profissional deve saber onde se encontra e o que precisa para alcançar o seu objetivo.

Mas e como a minha empresa pode acompanhar o futuro da gestão de performance?

É preciso desenvolver uma cultura de feedback contínuo dentro da organização. Conversas transparentes e objetivas são muito mais eficazes do que uma avaliação superficial.

O monitoramento contínuo da performance e das habilidades deve ser uma prática utilizada pelas organizações.

Os objetivos que são medidos por meio da gestão de performance devem ser flexíveis e acompanhar as necessidades do negócio. Esse modelo mais fluido substitui os modelos anuais predefinidos e ajuda a obter resultados muito mais assertivos.

Assim, a relação fica muito mais próxima e direta e um ambiente que incentive o desenvolvimento pessoal e profissional é criado. A sua empresa só tem a ganhar!

E para você, qual é o futuro da gestão de performance? A sua empresa já está preparada para ele? Deixe um comentário e continue navegando para conhecer ferramentas que tornarão o seu negócio cada vez melhor!

O futuro da gestão de performance
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *