Se no passado, a gestão de rh envolvia apenas ações para garantir o pagamento correto e para realizar o processo de desligamento dos colaboradores, hoje, isso é bem diferente, não é mesmo?

Uma boa gestão de rh atua de maneira estratégica para que os propósitos do negócio se cumpram. E, ao mesmo tempo, os resultados são sentidos pelos colaboradores. Afinal, quanto maior for a atenção dada às principais práticas, melhores serão os efeitos e as condições de trabalho.

Atrair, desenvolver e reter talentos não é uma tarefa simples! É preciso ter empatia, conhecer e saber lidar com diferentes comportamentos e alinhar tudo isso aos objetivos e estratégias organizacionais.

Gestão de rh

A gestão de rh envolve interagir e administrar diferentes pessoas, crenças, posturas, culturas e conhecimentos e saber como potencializar o engajamento e a satisfação de todos. Somente assim, é possível proporcionar reconhecimento profissional de maneira simultânea com o sucesso do negócio.

Mas, com tanta complexidade, de que forma fazer uma gestão de rh efetiva, integradora e estimulante? É exatamente sobre isso que falaremos neste post! Confira nossas dicas para obter melhorias que gerarão diferencial para a sua organização. Vamos lá?

gestão de rh

Conheça seus talentos

A melhor gestão de rh é aquela que conhece os talentos e sabe como valorizá-los para que isso se transforme em vantagem para o negócio.

Google já é amplamente reconhecida pelos processos criativos e cuidadosamente pensados para atender seu público interno. O setor de RH, conhecido como People Operations, realiza monitoramento constante das motivações e dos objetivos dos seus talentos. Assim, conhecendo as aspirações de cada um por meio de sistemas de dados, pode realizar melhorias que sejam compatíveis e que preservem os índices de engajamento sempre altos.

Para conhecer seus talentos, é preciso acompanhá-los, seja por meio de ferramentas como pesquisas de clima organizacional, avaliações, reuniões ou feedbacks. Isso ajuda a diminuir as barreiras e permite que os esforços sejam bem direcionados.

Lembrando de que esse cuidado deve ser tomado desde o início da parceria. Afinal, o processo de recrutamento e seleção deve ser assertivo para evitar custos com desligamentos, novas contratações e incompatibilidade de objetivos e perfis. Para isso, empresas de diferentes setores estão investindo em tendências que prometem mudar a forma de contratar, apostando em diversidade, inteligência artificial, novas técnicas de entrevista e uso do Big Data.

Promova capacitação e desenvolvimento da equipe

Muita gente se assusta só em pensar nos custos envolvidos com programas de capacitação e desenvolvimento. E esse é um grande erro, já que essas ações são investimentos. Isso mesmo, investimentos! Afinal, contar com colaboradores que possuam informações e conhecimentos sempre atualizados é uma forma de implementar melhorias para o negócio.

A gestão de rh está relacionada ao desenvolvimento de potencial das equipes. E isso não implica, necessariamente, grandes custos. Por meio de ações internas, é possível aproveitar os conhecimentos dos colaboradores e disseminá-los.

A capacitação deve ser contínua para que a empresa tenha bons resultados, por isso, nada de oferecer um treinamento no início do contrato e “abandonar” o funcionário!

Por meio dessa prática, a gestão de rh pode realizar o mapa de colaboradores influenciadores e conhecer os principais agentes de mudança e utilizar essas estratégias para melhorias!

Pratique e estimule a comunicação aberta

A gestão de rh deve adotar uma comunicação interna eficaz. Isso significa que esse processo deve ser transparente. Assim, os colaboradores sabem o que está acontecendo na empresa e ruídos e fofocas que são prejudiciais e causam desmotivação ficam bem longe!

Além disso, por meio de uma comunicação direta, os talentos se sentem mais seguros para sugerir melhorias que contribuirão para os resultados e o desenvolvimento da empresa. E isso também é sinônimo de satisfação, pois os colaboradores irão se sentir valorizados ao verem as suas ideias sendo colocadas em prática.

O cenário corporativo mudou e obrigou as empresas a se adaptarem. Nesse contexto, a gestão de rh se transformou para atender às necessidades do mercado e enfrentar desafios.

A gestão de rh já não é vista como burocrática, ocupando-se unicamente com pontos e carteiras de trabalho. Os seus processos são a chave para que uma empresa tenha sucesso.

Uma boa gestão de rh deve estimular as relações e proporcionar um ambiente respeitoso. Por isso, além de todas as ações e responsabilidades da área, é preciso investir no lado humano. Com respeito, cordialidade e atenção, é possível conhecer os talentos e saber como valorizar e motivar cada um.

E na sua empresa, como é feita a gestão de rh? Você tem alguma dica para compartilhar? Deixe um comentário!

Gestão de rh: saiba o que é preciso para melhorar a sua
Classificado como:                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *