A Avaliação 360º é uma das mais utilizadas pelas organizações. Afinal, o modelo é mais completo do que os demais. Isso porque a aplicação capta avaliações que vão além das emitidas pelo gestor e pelo próprio colaborador. Mas será que os resultados ainda são sentidos em meio a tantas mudanças no ambiente corporativo e no comportamento humano?

Uma coisa é fato: todos nós sentimos a necessidade de receber algum tipo de retorno a respeito de nossas performances profissionais. Assim, os questionários de avaliação de desempenho são utilizados para analisar desempenhos e contribuir para o crescimento dos colaboradores.

Apesar de o modelo de Avaliação 360º ser mais democrático do que os demais e já ter se consolidado no mercado, ele precisa ser revisto para se adaptar às transformações do mundo moderno.

Como muita coisa funciona melhor na teoria do que na prática, no post de hoje, mostraremos as principais críticas à Avaliação 360º. Além disso, apresentaremos uma solução inteligente para o seu negócio. Vamos lá?

avaliação 360º

Por dentro da Avaliação 360º

Essa ferramenta de gestão é amplamente utilizada por organizações que desejam avaliar seus colaboradores acerca de alguns fatores. Atitudes, habilidades técnicas, pontos fortes, pontos de melhoria e comportamentos são alguns exemplos.

Para isso, esse modelo de avaliação vai além de considerar unicamente a opinião do líder direto e do próprio avaliado. O questionário também contempla a avaliação de colegas, que reportam ao mesmo gestor e, também, a de liderados.

Por mais que essa modalidade amplie o leque de opiniões sobre o funcionário – o que é excelente -, ela apresenta algumas falhas que podem prejudicar seus resultados. Conheça algumas delas a seguir.

Viés da resposta

Na Avaliação 360º já está preestabelecido quem será avaliado e por quem (seus pares e quem trabalha por perto). Isso pode acabar influenciando nos resultados – de forma positiva ou negativa – devido à parcialidade e, até mesmo, aos relacionamentos interpessoais.

Inflação das notas

Quando a Avaliação 360º é utilizada para a tomada de decisões (promoções, desligamentos, concessão de bônus, entre outros) e não para fins de desenvolvimento, os resultados podem ser comprometidos. Ou seja, a precisão das notas diminui.

Por exemplo, os colaboradores podem se unir e atribuir notas maiores para beneficiar os demais. Ou, ainda, “puxar o tapete” do colega e atribuir notas negativas para que ele seja punido ou mesmo desligado.

A reinvenção da Avaliação 360º pela Vaipe

A Avaliação 360º tem como objetivo permitir que cada colaborador forme um perfil a respeito da maneira como é visto pelos demais. Por meio desse diagnóstico, ele conhece seus pontos fortes e aqueles que precisam de atenção. Mas, para enriquecer esse processo, é preciso ampliar o leque da avaliação.

Por isso, a Vaipe desenvolveu uma metodologia própria na qual todas as pessoas podem ser avaliadas por qualquer pessoa da empresa. Isso mesmo, pessoas de diferentes áreas podem dar a sua colaboração para a melhoria contínua do desempenho dos colegas.

Por exemplo, alguém do atendimento pode avaliar alguém do financeiro. Afinal, eles podem ter trabalhado juntos em algum projeto e isso pode ter gerado um insight sobre o outro.

Metodologia Vaipe

Na metodologia de Avaliação de Desempenho da Vaipe, a avaliação espontânea é incentivada. E esse diferencial é extremamente importante para gerar mais insights e eliminar o viés negativo ou aquele que acaba favorecendo colaboradores devido a bons relacionamentos.

Tomemos como exemplo um gestor que avaliou um colaborador de maneira negativa. A opinião dos demais membros da empresa pode levá-lo a repensar a maneira como ele interage com o liderado. E o contrário também ocorre. Assim, com a visão mais ampla, é possível desenvolver programas de aprimoramentos, determinar providências e estabelecer metas que ajudarão no crescimento de todos.

Não é apenas a frequência de aplicação que pode levar à morte da avaliação de desempenho. A adoção de um questionário engessado e que não acompanha as tendências do ambiente de trabalho também pode trazer mais prejuízos do que benefícios.

O feedback deve atuar em conjunto com a Avaliação 360º. E esse processo será ainda melhor se considerar perspectivas distintas do gestor.

Afinal, adequar o modelo de Avaliação 360º para contemplar a opinião dos colaboradores a respeito de seus colegas ajuda no desenvolvimento e na retenção de equipes de alta performance.

E na sua empresa, o modelo de Avaliação 360º é utilizado? Você deseja ter melhores resultados com a sua aplicação? Então, entre em contato, vamos adorar ajudá-lo!

AVALIAÇÃO 360º: conheça as desvantagens da queridinha das empresas
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *