Capital Humano: por que é importante para as empresas?

O capital humano é uma medida de valor a partir do conjunto de habilidades de um funcionário da empresa. O conceito de capital humano reconhece que nem todo o trabalho é igual. A qualidade da entrega dos funcionários pode ser melhorada, com incentivos da organização. Ou seja, assim como se investe na bolsa de valores, você pode investir nos funcionários. Afinal, educação, experiência e habilidades têm valor econômico para os empregadores e para a economia como um todo. E, cada vez mais, é esse tipo de capital que diferencia as empresas e as ajuda na competitividade e inovação.

A seguir, saiba mais sobre o poder do capital humano nas organizações.

capital humano

Quando surgiu a denominação ‘capital humano’?

O economista Theodore Schultz inventou a denominação “capital humano” na década de 1960 para refletir o valor das capacidades humanas. Ele acreditava que o capital humano era como qualquer outro tipo de capital; poderia ser investido por meio da educação, do treinamento e de benefícios que resultassem em uma melhoria na qualidade de trabalho e no nível de produção das empresas.

Muitas vezes, uma organização é dita ser tão boa quanto as pessoas. Diretores, funcionários e líderes que compõem o capital humano de uma empresa são fundamentais para seu sucesso. Algumas empresas possuem, além do Departamento Pessoal, o departamento de Gerenciamento de Capital Humano.

Esse setor é responsável por supervisionar a aquisição, gestão e otimização da força de trabalho da organização. Entre outras diretrizes do departamento, podemos citar: planejamento e estratégia de força de trabalho, recrutamento, treinamento e desenvolvimento de funcionários, assim como produção de relatórios e análises.

Como gerenciar e manter o capital humano de seus funcionários em alta?

Para garantir que os colaboradores sejam efetivos para a organização e desenvolvam suas potencialidades, é fundamental que eles permaneçam engajados e estejam alinhados com a cultura da empresa e seus valores. Os empregadores precisam permanecer transparentes e dar feedback para que o desenvolvimento seja impulsionado. Os funcionários valorizam a verdade em relação ao desempenho financeiro global e às operações de uma organização, bem como reconhecem o valor de um feedback para o seu crescimento.

Além disso, garantir boas taxas de equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal dos funcionários é importante. É fundamental que as empresas promovam uma cultura na qual todos os colaboradores sintam que suas vidas fora da organização são respeitadas e valorizadas. Isso ajudará a manter sua criatividade em alta, o que ajuda a elevar o capital humano da empresa.

Uma organização que valoriza a comunicação aberta deve considerar estabelecer áreas comuns nas quais os funcionários possam se reunir e compartilhar ideias.

Por que estar atento ao gerenciamento de capital humano?

O gerenciamento de capital humano é essencial para contratar, gerenciar, treinar e manter empregados talentosos e de alto desempenho. A gestão do capital humano desempenha um papel importante no processo de recrutamento.

Ela garante que os profissionais de recursos humanos contratem pessoas que realmente são qualificadas e estão dispostas a estar na organização. Recrutar a pessoa com o talento certo é de extrema importância. Um indivíduo que não é adequado para um papel específico dentro da empresa não será capaz de contribuir muito no longo prazo.

A aquisição de talentos é uma das responsabilidades mais importantes dos profissionais de recursos humanos, muitas vezes negligenciada por algumas organizações.

Entre outras  funções da gestão de capital humano, podemos citar:

  • Contratar a pessoa certa.

  • Orientar a pessoa sobre a organização.

  • Fazer com que um novo funcionário se sinta bem recebido e se adapte bem à organização.

  • Treinar funcionários para atualizar constantemente suas habilidades.

  • Criar ações para gerar a retenção de talentos.

  • Tornar os funcionários autossuficientes e prepará-los para condições adversas.

Independentemente de haver um setor exclusivo para tratar de capital humano na empresa ou se é uma responsabilidade do departamento de Recursos Humanos, estar ciente desses valores, mostra como, hoje, a importância que se confere às pessoas nas empresas está em alta. Nem sempre foi assim. É fundamental que os empregadores saibam que cada funcionário tem valor. E, valorizando o colaborador, sua empresa sai ganhando.

E então, como é a gestão do capital humano na sua empresa? Se você ficou com alguma dúvida, deixe sua mensagem nos comentários ou entre em contato conosco! Até a próxima!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo