Como fazer uma autoavaliação que ajudará no seu desenvolvimento

O processo de autoavaliação de desempenho é sinônimo de tensão para muita gente. Isso ocorre porque o ser humano tem a tendência de não ser crítico consigo mesmo. Por isso, ele se vê totalmente perdido diante da obrigação de olhar para seu próprio comportamento e não sabe como fazer uma autoavaliação eficiente.

Pensando nessa dificuldade, no post de hoje ensinaremos como fazer uma autoavaliação da melhor forma possível!

como fazer uma autoavaliação

Mas por que fazer uma autoavaliação?

A autoavaliação é muito vantajosa tanto para o colaborador quanto para a empresa. Para o profissional, é uma experiência de autoconhecimento. Afinal, eles conhecem suas qualidades, defeitos e capacidades. Com isso, é mais fácil pensar nas ações necessárias para potencializar e melhorar os resultados.

Já para a empresa, é uma maneira de avaliar se a percepção que o colaborador tem de seu desempenho é a correta. Além disso, o gestor conhece as dificuldades e as motivações de sua equipe. A autoavaliação demonstra para os colaboradores que a organização se preocupa não só com o desempenho, mas também com o que interfere nele. Isso propicia a implantação de uma cultura motivacional.

Como fazer uma autoavaliação?

A questão chave de como fazer uma autoavaliação é a sinceridade. Mesmo que seja difícil olhar para dentro de si, é necessário realizar essa imersão para um resultado exato. A empresa pode ajudar nisso ao deixar claro que o objetivo não é demitir, mas sim indicar o que precisa ser mudado. A partir desse entendimento, o colaborador se sente mais seguro em construir sua análise.

Pontos positivos

Você pode começar a autoavaliação apontando seus pontos positivos. Identifique suas habilidades e demonstre como elas ajudam no dia a dia do trabalho e como fazem a diferença em determinadas situações. Inclua também como você está investindo no seu crescimento profissional com cursos e especializações.

Apresente também as metas alcançadas por você, tanto as pessoais quanto as da empresa. Explique quais métodos foram utilizados para chegar a esses resultados de sucesso. Essa é uma maneira de comprovar seu comprometimento com os objetivos colocados.

Inclua também o último feedback recebido. Faça uma comparação entre como você estava anteriormente e como está no momento. Destaque todos os itens de melhoria que você já conseguiu mudar.

Pontos negativos

Essa é a parte mais penosa: reconhecer falhas. Fazer críticas a si próprio causa muito incômodo, principalmente quando se tem consciência de que seu gestor lerá tudo. Mas, omitir erros prejudica, principalmente, o seu próprio desenvolvimento.

É importante apontar todos os seus pontos fracos. Normalmente, todos nós sabemos qual é nosso maior problema: horários, prazos, relacionamentos, entre outros. Reconhecê-los, portanto, é a melhor solução para iniciar uma transformação efetiva. Se você não consegue enxergar suas falhas, pergunte para alguém que convive constantemente com você.

Assim como é necessário apontar suas metas alcançadas, é indispensável explicitar as metas que não foram cumpridas. Analise o motivo desses objetivos não terem sido alcançados e quais foram seus principais pontos de deficiência nesse processo.

O que fazer após a autoavaliação?

Após a autoavaliação, é essencial uma reunião com seu gestor. Converse sobre os resultados e considere suas sugestões de melhoria. Aproveite esse momento também para traçar novas metas para seu crescimento profissional.

E aí, aprendeu a como fazer uma autoavaliação? Deixe seu comentário e até a próxima!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo