Quais são as diferenças entre cultura tradicional e cultura startup?

As startups são um novo modelo de negócio repetível e escalável e trabalham sempre mediante um cenário de incerteza. Muitos empreendedores estão apostando nessa forma de empreendimento que chegou para adequar o modelo tradicional a um mundo tecnológico. É a partir dessa visão moderna que define-se a diferença entre cultura tradicional e cultura startup.

No post de hoje, falaremos sobre as principais diferenças entre cultura organizacional nas empresas tradicionais e nas startups.

cultura tradicional e cultura startup

Diferença entre cultura tradicional e cultura startup

A começar pelo espaço físico, as startups possuem uma cultura organizacional, em muitos pontos, completamente oposta à cultura tradicional. Uma primeira divergência é a que define a forma de distribuição desse espaço: a integração do time.

Nas empresas tradicionais, há a predominância do individualismo dos setores. Já nas startups, todos trabalham juntos com mesmo propósito. Dessa forma, o sentimento de grupo é constantemente fomentado e um ambiente integrador é prioritário.

Além de integrador, o ambiente também é bem mais descontraído. Afinal, os escritórios tendem a ser diferentes tanto na estrutura, com uma arquitetura mais criativa, quanto na profundidade das relações, já que a postura é mais informal e há muito mais liberdade entre os colaboradores.

Da mesma forma, o relacionamento entre gestor e colaborador é bem mais próximo, resultado do fácil acesso à liderança e da ideia predominante de desenvolvimento conjunto. Afinal, os líderes possuem uma postura de compartilhamento de conhecimento e de valorização do time.

E a equipe, por sua vez, não executa suas tarefas como apenas um meio de conseguir uma promoção ou um emprego melhor, mas sim de maneira pró-ativa para crescer junto à empresa.

Outro diferencial é o funcionamento das regras. Nas startups, as regras tendem a ser mais flexíveis e adaptáveis às situações cotidianas. Por exemplo, os horários são flexíveis – é comum trabalhar com banco de horas – e há a possibilidade de fazer home office quando algo impossibilita a ida ao escritório.

Engajamento na cultura de startup

Portanto, a combinação da perspectiva dos colaboradores e da visão coletiva dos gestores proporciona uma troca extremamente vantajosa. Uma vez que a liderança sempre distribui atividades desafiadoras para seus colaboradores e eles as desempenham da melhor forma possível, em busca de superação e progresso, o que gera crescimento profissional imensurável.

Diante disso, a grande vantagem de uma cultura organizacional de startups é o nível de engajamento dos colaboradores. Eles têm uma forte ligação com o propósito da empresa e, por acreditarem na causa, acabam tendo nível de comprometimento mais elevado.

Quer saber mais sobre essas diferenças? Então confira nosso Papo de Gente sobre cultura organizacional em startups!

E aí, o que achou da cultura organizacional de startups? Deixe seu comentário e até mais!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo