Feedback da avaliação de desempenho: qual é a sua importância?

A avaliação de desempenho é um procedimento essencial para impulsionar uma cultura organizacional de alta performance. Ela garante um ambiente dedicado à orientação dos colaboradores e sempre aberto à melhorias. Essa prática, entretanto, não sustenta-se sozinha. O feedback da avaliação de desempenho é indispensável.

Dessa forma, é essencial falarmos sobre a importância de dar o feedback na avaliação de desempenho de forma produtiva.

feedback da avaliação de desempenho

Por que o feedback da avaliação de desempenho é tão importante?

A avaliação de desempenho demanda mudança e fortalecimento de pontos positivos. Assim, esse resultado só virá a partir de uma conversa aberta com todo corpo corporativo. Aliás, não adianta nada fazer essa análise para ser arquivada, não é mesmo?

Os dados obtidos dessa avaliação serão a base para a discussão do feedback. É fundamental um diálogo para apontar os pontos de melhoria e orientar o colaborador. Muitas vezes, ele nem enxerga no que está errando. Nesse caso, o gestor pode ajudá-lo a encontrar um caminho.

Outro passo necessário é pensar soluções e estabelecer metas, em conjunto, que resultem em uma boa performance. Grandes ideias podem ser originadas quando há o objetivo comum de desenvolvimento.

Esse também é o momento no qual haverá a troca de pontos de vista do avaliador e do avaliado. Abrir um espaço para ouvir as ideias do colaborar sobre seu trabalho também é extremamente proveitoso.

Além disso, o feedback da avaliação de desempenho não serve apenas para indicar erros. É uma ótima oportunidade de elogiar e reconhecer o colaborador. Com isso, ele se sentirá mais motivado e se esforçará para oferecer resultados cada vez melhores.

Como dar um feedback produtivo?

É importante deixar claro para o colaborador que ele participará de um feedback. Não é bom trocar por termos como “bate-papo” ou “tomar um café” para, supostamente, deixá-lo confortável. Esse procedimento deve ser feito com transparência e mostrar a real intenção da conversa.

A gestão também não pode encarar o feedback como uma bronca. Se o feedback é realizado com a intenção de “jogar na cara” os erros, ele será mais prejudicial do que vantajoso. Os avaliados entenderão como uma sessão de críticas e se sentirão envergonhados e humilhados.

Para deixar claro que a função desse processo é, sobretudo, contribuir para o desenvolvimento tanto da empresa quanto do colaborador, uma sugestão é equilibrar pontos positivos e negativos: apontar  três coisas que ele deve deixar de fazer e três que deve começar a fazer.

Nunca dê o feedback na presença de outras pessoas. Ele deve ser feito em um local reservado, no qual seja possível conversar sem a interferência de terceiros. Garanta também o sigilo de tudo que for falado, a discussão deve ficar apenas entre o avaliador e o avaliado.

O processo deve ser feito pessoalmente, nunca por e-mail ou telefone. Em último caso, fazer por videoconferência. Mas é importante que o feedback seja feito olho no olho.

É essencial tratar os assuntos com calma e naturalidade, mesmo que eles sejam negativos. Perder o controle pode acabar com qualquer possibilidade de proposta de solução para os problemas apontados.

Fazer o feedback da avaliação de desempenho é o que acarretará no crescimento do profissional e, consequentemente, no desenvolvimento da empresa. Sem o feedback, não há como acompanhar o andamento da empresa.

E você, já realiza o feedback da avaliação de desempenho na sua empresa? Deixe seu comentário e até a próxima!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo