Feedback: o que fazer nesses 5 casos de atenção?

O feedback o que fazer virou foco de diversas discussões nos últimos anos. Já que o que antes era conhecido como “dar um sermão” ou um “puxão de orelha”, hoje ganhou um caráter muito mais humano e voltado ao crescimento pessoal e profissional.

feedback o que fazer

Certamente muita gente ainda encara esse momento de forma negativa. Isso ocorre pois os envolvidos podem adotar posturas ofensivas ou até mesmo defensivas.

Algumas vezes, o RH recebe feedbacks anônimos ou negativos e não sabe o que fazer. Mas, esse setor é responsável por gerenciar e amenizar conflitos para manter o bom clima organizacional.

Assim, saber acompanhar os casos de atenção e prestar assistência ajuda a resolver os conflitos internos. Por isso, na hora de alcançar resultados positivos, esse pode ser o diferencial.

Pensando nisso, preparamos o post de hoje com o que você precisa saber para identificar casos de atenção e saber o que fazer.

Feedback o que fazer em casos que precisam de ação imediata

Não importa o tamanho, número de colaboradores ou segmento: mais cedo ou mais tarde, você receberá um feedback anônimo e precisará saber o que fazer.

Aliás, um dos canais mais utilizados para fazer denúncias ou trazer situações de atenção e urgência são as pesquisas de clima.

Isso porque os colaboradores se sentem mais tranquilos para se expressar utilizando uma ferramenta sigilosa. Dessa forma, eles acabam com o medo de sofrer represarias.

Até porque o feedback anônimo pode ser feito para sinalizar alguns casos que necessitam de ação imediata, e essas reclamações podem ter origem em um conflito ou em outras situações.

Afinal, existem diversas situações que devem ser acompanhadas de perto e que exigem um posicionamento do RH.

Os colaboradores podem denunciar questões como:

1. Assédio moral ou sexual

Em primeiro lugar, o assédio moral é uma forma de humilhação que pode ocorrer de diversas formas. Ou seja, ameaças, boatos e comportamentos que constranjam um funcionário precisam ser eliminados.

Além disso, o assédio sexual pode ocorrer a partir de cantadas, insinuações ou elogios que sejam constrangedores para os colaboradores, independentemente do sexo.

O RH deve saber o que fazer se receber algum feedback nesses formatos, evitando processos e problemas organizacionais.

2. Intolerância de gênero ou religiosa

Comportamentos que demonstrem formas de intolerância devem ser eliminados. O RH deve estar atento à reclamações que demonstrem que essas atitudes estão sendo praticadas.

Afinal, piadas, preconceito e exclusão exigem atitude. Ainda mais, o RH deve saber o que fazer e tornar essa preocupação parte da sua cultura organizacional.

3. Disputa de poder

A disputa de poder é uma atitude adotada por “líderes” inseguros e que têm medo de ser superados pelos liderados.

Esteja atento em relação a algum feedback o que fazer quando informações necessárias para as atividades não está sendo passadas ou a respeito de líderes que não delegam tarefas.

4. Tratamento desigual entre os membros da equipe

O tratamento desigual é um dos casos que merecem atenção. Isso ocorre quando algum líder favorece algum colaborador ou demonstra alguma preferência, o que pode ocorrer por afinidade.

Mas, as relações pessoais não devem interferir no trabalho. Esteja atento a esses casos e aja rapidamente, antes que o clima e a produtividade sejam afetados.

5. Inexistência de avaliações ou avaliações injustas

A avaliação de desempenho é uma das ferramentas mais utilizadas pelas empresas. Elas são excelentes termômetros para avaliar a atuação, o comportamento e desenvolvimento de cada membro da equipe.

Não avaliar ou avaliar de maneira injusta é bastante prejudicial para o engajamento dos colaboradores.

Todos esses casos podem impactar diretamente a produtividade e prejudicar o ambiente de trabalho. Se o RH não souber o que fazer com esse tipo de feedback e não assumir o controle da situação, a empresa terá diversos prejuízos.

Caso os colaboradores acreditem que a organização está sendo omissiva, os níveis de engajamento irão cair. Além disso, ocorrerá um aumento de absenteísmo, de doenças ocupacionais, turnover (e gastos com desligamentos) e perda de talentos para a concorrência.

Por esse motivo, o RH deve ser estratégico e atuar como um medidor. Dessa maneira, ao receber o feedback, será possível envolver as partes interessadas, solucionar conflitos e monitorar os desdobramentos e o clima organizacional.

O que fazer: boas práticas para lidar com casos de atenção

Você realizou uma pesquisa de clima e apareceu feedback com um caso de atenção? Aconselhamos que você aja imediatamente para resolver essa situação!

A seguir, listamos algumas boas práticas que podem ajudar.

Comece respondendo ao feedback anônimo

Esse retorno irá deixar o colaborador mais à vontade para procurar o RH pessoalmente e conversar sobre o ocorrido.

Não force o respondente para que ele se identifique

Lembre-se de que as pessoas se sentem confortáveis com o anonimato. Elas têm medo de possíveis punições. Respeite o espaço de cada um.

Esteja aberto a ouvir críticas

Não assuma uma postura agressiva, nem saia rebatendo todos os comentários. É preciso ser empático e compreender o que cada um está passando, sem prejulgamentos.

Não exponha o caso publicamente antes de apurar e conversar sobre o ocorrido

Para saber o que fazer é preciso ouvir os dois lados. Dedique-se a entender os pontos de vista de todos os envolvidos.

Invista em palestras, treinamentos e encontros

Utilize esse espaço para conversar com as equipes a respeito de situações que prejudicam o ambiente organizacional. Não deixe os gestores de fora!

Não se omita

O RH precisa agir para solucionar casos de atenção. Escute, estimule o diálogo, acompanhe e faça acontecer. Assim, todos saberão que esse é um canal que faz diferença e que realmente funciona.

Manter a qualidade e a harmonia do ambiente de trabalho é um grande desafio. Conflitos e casos de atenção ocorrem com frequência nas empresas que não se dedicam a eliminar focos de tensão.

O RH deve atuar de maneira estratégica e, ao receber um feedback o que fazer e agir com rapidez e assertividade.

Dessa forma, o clima organizacional será cada vez melhor, favorecendo o trabalho em equipe e os melhores resultados!

E na sua empresa, quais são os cuidados com o feedback o que fazer nos casos de atenção? Você tem alguma dica para compartilhar? Deixe um comentário!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo