Gamificação: o que é e como aplicar na sua empresa

Com a era dos games e jogos digitais surgiu um novo termo no mercado: Gamificação! Mas você sabe o que essa palavra significa? Ou até mesmo, sabe como usar a Gamificação para engajar os seus colaboradores? Aprenda isso e muito mais no post de hoje!

gamificação
gamificação

O que é Gamificação?

O termo Gamificação deriva da palavra gamification em inglês, e é nada mais do que as técnicas utilizadas nos jogos para engajar usuários a atingir um objetivo (passar de fase, conseguir pontos, ser o melhor jogador, etc).

Apesar de ser um conceito muito utilizado nos dias atuais, a Gamificação é praticada desde a antiguidade. Em seus relatos sobre a História do Século V a.C, Heródoto conta que os habitantes da Lídia se diziam os criadores dos jogos! O motivo? Numa época de estiagem na região, não havia mais comida para todos. Então o Rei Atys decretou que em um dia a população poderia comer e no outro se divertir com os jogos criados por eles mesmos.

Aliás, um ótimo exemplo de Gamificação na vida real é o jogo SuperBetter, criado por Jane McGonial. Após sofrer um acidente doméstico que acarretou num trauma cerebral (2009), McGonial pediu aos amigos que a dessem tarefas simples para que ela não perdesse a motivação; coisas como escovar os dentes ou olhar pela janela resultavam em pontos. Contudo, atividades proibidas pelos médicos a faziam perdê-los. Algum tempo depois, o jogo se tornou real e hoje auxilia as pessoas a serem resilientes e enfrentar situações difíceis.

Quais são as características da Gamificação?

Entre as propriedades da Gamificação estão: o objetivo, as regras, o feedback e a participação voluntária.

  • Objetivo: são as metas que o jogador deve atingir. Toda Gamificação precisa de um propósito em qualquer ambiente que for aplicada, algo que faça sentido para quem está participando da dinâmica.
  • Regras: constituem os obstáculos a serem enfrentados. Todo jogo precisa de fases e regras que orientem os participantes a conquistar o objetivo.
  • Feedback: peça fundamental para indicar progresso. Através do Feedback é possível engajar as pessoas a continuarem no jogo.
  • Participação Voluntária: nenhum jogo é legal se você é obrigado a fazer isso, né? Por isso, é essencial que o participante tenha autonomia para sair e entrar do jogo quando quiser.

Enfim, todos esses itens formam a Gamificação e agregam valor à performance dos usuários durante o jogo. Porém, você sabe como aplicar esses conceitos ao seu negócio?

Gamificação aplicada nas empresas

Primeiramente, é importante saber que tudo aquilo que você decide aplicar na sua empresa precisa fazer sentido. Logo, o primeiro ponto a se questionar na hora de Gamificar alguma coisa é: qual valor essa ação vai gerar para os colaboradores? Assim, entender a razão por trás da Gamificação é o principal fator que você deve dar atenção.

Depois disso, é hora escolher quais atividades são necessárias para estimular os participantes, além da estrutura ideal para realizar as tarefas.

Após decidir todos esses pontos, você já pode colocar a mão na massa e idealizar a Gamification que será realizada com o seu time!

Por isso, aqui vão alguns cases para você se inspirar!

Gamificação: conheça alguns cases

Só para exemplificar, na Copa do Mundo de 2018 algumas empresas entraram na onda de fazer um Bolão da Copa entre os funcionários. Em cada jogo era possível simular o placar e entrar no bolão, e, caso o colaborador acertasse, eram dados prêmios!

Sob o mesmo ponto de vista, as oportunidades de crescimento dentro da empresa são outro exemplo de gamificação. Algumas organizações possuem uma escala de aprendizado (atrelada a cargos e salários), que estimula os funcionários a estarem sempre atualizados e fazendo novos cursos. Dessa forma, a instituição ganha tendo colaboradores capacitados, e os mesmos são recompensados com promoções de cargo dentro da empresa.

Sendo assim, a Gamificação é uma forma divertida de motivar os colaboradores. Porém, é preciso estar atento às atividades aplicadas para que elas não fujam do objetivo do negócio e propósito da empresa.

E aí, o que você acha de gamificação nas empresas? Já vivenciou algum caso como esses? Compartilhe com a gente aqui nos comentários!

(Visualizado 11 vezes, 1 visualizações hoje)
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo