Gestão de conflitos no RH: o que você precisa saber

A sua empresa pode ser pequena ou então contar com um grande quadro de colaboradores, independentemente disso, uma hora será preciso fazer a gestão de conflitos na organização.

gestão de conflitos

Conflitos são naturais e eles ocorrem em qualquer ambiente, inclusive dentro das empresas. Afinal, a convivência de pessoas com diferentes personalidades, visões e experiências de vida é diária.

Mas, conflitos prejudicam o ambiente, dificultam o dia a dia e atrapalham o espírito de equipe e os objetivos em comum. Além disso, os atritos afetam a qualidade e produtividade da empresa dando espaço para diversas disputas e gerando o famoso climão.

Fazer a gestão de conflitos envolve muitas variáveis. Por isso, essa tarefa pode ser desafiadora, pois é preciso ficar atento aos aspectos pessoais e, até mesmo, à cultura organizacional.

Mediar conflitos e resolvê-los é uma das atividades estratégicas do RH. Pensando nisso, preparamos o post de hoje com o que você precisa saber sobre gestão de conflitos no RH.

O que é gestão de conflitos?

Primeiramente, conflitos são resultados de opiniões e visões diferentes. De fato, eles são naturais e, muitas vezes, saudáveis, pois acarretam em mudanças positivas.

Aliás, é comum os colaboradores discordarem entre si até encontrarem uma solução viável para os problemas.

No entanto, quando essa divergência vira uma discussão e os colaboradores assumem uma posição negativa é hora de intervir, é preciso fazer a gestão de conflitos para evitar problemas maiores.

A gestão de conflitos serve para equilibrar os impasses, evitando problemas nos relacionamentos e na produtividade. Assim, as discussões passam a ser saudáveis e direcionadas ao sucesso do negócio.

Conheça os principais conflitos nas empresas

Sempre há uma história por trás dos conflitos. Pode ser uma fofoca, um mal-entendido ou opiniões diferentes: eles não surgem do nada.

Mas, nas empresas, alguns tipos de conflitos ocorrem com maior frequência:

Conflitos hierárquicos

Envolvem dificuldades com os líderes e as equipes. Ou seja, líderes abusivos ou autoritários, colaboradores que não respeitam os gestores e falta de reconhecimento estão entre os principais fatores que levam a esse tipo de conflito.

Problemas na equipe

Esses conflitos afetam os relacionamentos do grupo. Podem ocorrer por excesso de competitividade, falta de coleguismo e comparações entre os membros da equipe.

Saiba como resolver conflitos

A melhor gestão de conflitos é sempre a prevenção, e existem algumas ferramentas de gestão que ajudam a eliminar gatilhos para conflitos, garantindo um clima organizacional saudável:

Feedback contínuo

Essa prática é essencial para o gerenciamento de equipes e de conflitos, ela consiste em repassar informações a respeito do desempenho de cada um.

Quando o intervalo entre cada feedback diminui, os objetivos passam a ser mais claros para todos. Certamente, comunicação se torna mais natural e informal. Assim, todos se sentem confortáveis para solicitar ou fornecer um feedback sempre que acharem necessário.

Ao adotar essa ferramenta de comunicação construtiva, é possível evitar situações que prejudicam o clima da empresa, como os conflitos.

Feedback anônimo

Muita gente tem medo de falar o que pensa ou como se sente. Por isso, internalizar os problemas pode ser bastante prejudicial. O RH pode fazer a gestão de conflitos disponibilizando ferramentas para o feedback anônimo.

A melhor delas é a pesquisa de clima, que é anônima e sistematizada. Assim, com base nos resultados da pesquisa, o RH poderá conhecer algumas situações e agir pontualmente.

Interação anônima via Chat RH

Além disso, a tecnologia é uma grande aliada do RH. É possível utilizá-la na gestão de conflitos por meio do Chat RH e, essa forma de interação, otimiza a comunicação e a solução de problemas que afetam a rotina de trabalho.

O uso desse canal de comunicação deve ser estimulado para que os colaboradores se expressem sem medo de sofrer retaliações.

Casos de atenção

Todo conflito tem uma raiz. É preciso fazer uma análise para diagnosticá-la. Questões como assédio, disputa de poder, intolerância, tratamento desigual, avaliações injustas e manipulação de informações devem ser acompanhados de perto.

Além da produtividade, os conflitos também afetam o ambiente de trabalho. Isso leva à perda de talentos, falta de engajamento, aumento de absenteísmos, doenças ocupacionais e gastos com desligamentos.

Manter um ambiente de trabalho harmonioso é um grande desafio. No dia a dia das empresas, os conflitos são bastante comuns. O RH deve atuar estrategicamente junto aos gestores para desenvolver ferramentas que amenizem essas tensões que prejudicam a convivência.

Para garantir que a gestão de conflitos seja funcional, é preciso atuar como mediador, envolver todas as partes na solução dos atritos e acompanhar os desdobramentos.

E na sua empresa, como é feita a gestão de conflitos? Você tem alguma dica extra para compartilhar? Deixe um comentário!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo