Gestão de engajamento: papel do RH ou da liderança direta?

Engajamento é a ligação afetiva do colaborador com a empresa e é essencial para os resultados e crescimento do negócio. Mas a gestão de engajamento é função do RH ou da liderança direta?

gestão de engajamento

Qual é a importância do engajamento?

De acordo com os dados da Vaipe, colaboradores engajados são 5 vezes mais propensos a indicar a empresa, 5 vezes mais comprometidos com entrega e 3 vezes mais propensos à inovação.

Por isso, garantir colaboradores felizes significa ter embaixadores da marca que sonham o mesmo sonho da empresa. Além de melhorar o desempenho dos times como um todo, o clima organizacional e a atração e retenção de talentos.

E isso só é possível através do monitoramento, até porque só melhora quem mensura. São os dados que possibilitam à empresa decisões assertivas para fazer uma gestão de engajamento eficiente.

Gestão de engajamento é papel do RH ou da liderança direta?

O RH é visto como o grande responsável pelo engajamento de colaboradores e muitas organizações ainda pensam dessa forma. Mas é só parar para analisar o cenário que chegamos a uma conclusão diferente: o verdadeiro protagonista da gestão de engajamento é a liderança direta e o RH é apenas uma ferramenta.

É o líder quem efetivamente coloca em prática as ações para manter o time engajado e quem deve acompanhar e entender o que está funcionando e o que não está.

Até porque a percepção do colaborador sobre a empresa se baseia em grande parte nas atitudes de sua liderança direta.

Gestores têm grande influência sobre seus times e, por isso, precisam servir de exemplo e inspiração com boa comunicação e bom relacionamento interpessoal.

Segundo o Mapa de Engajamento da Vaipe de 2021, a liderança é a segunda maior alavanca de engajamento. Ou seja, uma das principais causas que impactam o engajamento de forma direta nas organizações.

Esse resultado está de acordo com a pesquisa de engajamento do Google, Googlegeist, que verificou evidências significativas de impacto de gestores de alta performance na satisfação do trabalho, retenção e performance das equipes, ou seja, colaboradores que fazem parte de equipes que têm gestores com alta performance são mais felizes.

Além disso, a liderança também é quem deve ficar atenta ao clima organizacional, mediando e evitando possíveis conflitos para garantir um ambiente de trabalho agradável.

Dessa forma, a gestão de engajamento é papel do líder que deve definir o melhor caminho para desenvolver seus liderados motivados e focados em atingir os melhores resultados.

Gestão ativa de engajamento com a Vaipe

A Vaipe é uma plataforma de people analytics para gestão ativa de engajamento de colaboradores.

Dentre as nossas soluções temos o Termômetro de Engajamento eNPS (employee Net Promoter Score), uma métrica que vai de -100 a 100 em que é possível descobrir o total de promotores, neutros e detratores e calcular o nível de engajamento do time como um todo através da pergunta: “De 0 a 10, qual a probabilidade de você indicar um familiar ou amigo para trabalhar na sua empresa?” 

Os resultados da pesquisa podem ser filtrados e é possível ver o comparativo de mercado e a taxa de adesão. Os comentários anônimos opcionais podem ser respondidos pelo Chat RH, mas sem saber quem respondeu a pergunta.

Com a Vaipe é possível iniciar uma jornada de engajamento e mensurar continuamente a satisfação das pessoas.

 

Portanto, somente os esforços do RH não são suficientes se a liderança não está envolvida em todo o processo. Comente aqui embaixo se você sabe quais são os passos essenciais para que gestores participem ativamente da gestão de engajamento!

(Visualizado 158 vezes, 1 visualizações hoje)
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.