Gestão estratégica de recursos humanos: o que você precisa saber

No atual ambiente mercadológico, a gestão estratégica de recursos humanos não pode ser um plano que não sai do papel. Afinal, esse cenário de constante evolução e mudanças exige a adaptação das organizações e a percepção de que o capital humano é o seu maior patrimônio.

Até porque os colaboradores são essenciais para a manutenção e para o alcance dos resultados organizacionais. Por isso, são considerados verdadeiros parceiros para a gestão estratégica de recursos humanos.

Dessa forma, o RH não pode atuar como uma área isolada e traçar objetivos e metas sem considerar as estratégias da empresa, que depende principalmente do seu patrimônio intelectual para crescer. E, para contar com times comprometidos e competentes, é preciso oferecer estratégias claras.

Assim, a missão do RH passa a ser estabelecer e preservar um elo entre os colaboradores e os interesses organizacionais.

Neste post, falaremos sobre gestão estratégica de recursos humanos e sobre alinhamento dos princípios dos colaboradores e da organização.

gestão estratégica de recursos humanos

O que é gestão estratégica de recursos humanos?

Para que a gestão de RH seja considerada estratégica, ela deve ser proativa. Isso quer dizer que as atividades e decisões devem ser tomadas sempre pensando no futuro e nas necessidades dos colaboradores.

Diante disso, gestores e demais profissionais de RH devem ser capazes de estimular os colaboradores a ajudar no alcance dos objetivos corporativos. E, para isso, é preciso aperfeiçoar os processos internos.

Portanto, todas as ações tomadas em uma gestão estratégica de recursos humanos têm como alvo alinhar metas. Além de promover o fortalecimento e crescimento tanto dos colaboradores quanto da empresa.

Ferramentas para clima organizacional saudável

Ademais, há ferramentas à disposição do RH para estimular os colaboradores a alcançarem altos níveis de produtividade e engajamento.

Como promover a atração e retenção de talentos, definir uma política de remuneração e benefícios justa, gerenciar conflitos, potencializar a comunicação interna, desenvolver o capital humano por meio de treinamentos e proporcionar um clima organizacional saudável.

Você pode estar pensando, “ok, definir uma política de remuneração já é uma atividade do RH há tempos…”, calminha aí! Na gestão estratégica de recursos humanos, essa tarefa é realizada não apenas como uma obrigação do setor. Essa e outras definições  são parte de um plano maior: atrair e reter talentos trazendo melhores resultados para a empresa.

Tecnologias e RH

Para beneficiar a empresa e os colaboradores por meio de práticas estratégicas, o RH pode se valer do uso de tecnologias, como softwares e sistemas que automatizam tarefas mais burocráticas. A utilização dessas ferramentas possibilita aos colaboradores serem felizes com seus empregos. É o caso da pesquisa de clima, que ajuda a diagnosticar o ambiente e investir em ações que proporcionam o bem-estar e promovem o engajamento.

Aliás, a gestão tradicional de recursos humanos e a estratégica são bastante diferentes. Enquanto a primeira é mais administrativa e tem foco na execução de tarefas, a segunda tem como foco o desenvolvimento de ações que acompanhem os objetivos do negócio.

A gestão estratégica de recursos humanos é aquela vista como parceira da empresa e dos colaboradores. Ela atua de maneira ativa para determinar as melhores práticas e ser capaz de equilibrar os interesses de todos. Além disso, as tomadas de decisões e demais iniciativas acompanham o planejamento da empresa para garantir um futuro forte e lucrativo.

E na sua empresa, já há uma gestão estratégica de recursos humanos? Você acredita que os profissionais da área estão preparados para atuar nessa modalidade? Deixe um comentário e até a próxima!

(Visualizado 11.260 vezes, 1 visualizações hoje)
Compartilhe

15 thoughts on “Gestão estratégica de recursos humanos: o que você precisa saber

  1. A equipe da UFRPE é extremamente competente no que se refere a gestão de pessoas. Programas de capacitação, de qualidade de vida são ferramentas utilizadas com muita eficácia,

    1. É com grande satisfação que venho me expressar nesse estudo de Gestão de Recursos Humanos, o despertar no conhecimento e a possibilidade para novos caminhos na vida profissional. Portanto, darei continuidade em adquirir o saber, a valorização, o potencial do ser humano. Agradecido.

    2. Penso que para ter estratégia, o RH precisa de algumas competências para o ajudar a atuar de maneira eficaz na organização., como uma boa comunicação, visão sistêmica, proatividade,capacidade de negociar e liderar. Ele precisa conhecer bem à empresa, sua política, missão ,visão e valores e entender a linguagem das mais diversas áreas, dessa forma poderá ter acesso mais facilmente à informações relevantes e assim, ter participação efetiva do planejamento estratégico e das decisões importantes do negócio.

  2. A equipe de RH e ate bem eficiente no que se refere a seus direitos.Mas deixa muito a desejar ao que se refere ao colaborador.As vezes fico ate indignada.Quero ingressar nessa área porem fazer a diferença.Empresa lucrar e colaborador ter o prazer de trabalhar e se orgulhar da empresa onde trabalha.

    1. Olá, Gleyciene! Tudo bem?
      Sim, você está certa! Temos que trabalhar e promover ações que engajem os colaboradores e façam com que eles tenham orgulho da empresa em que trabalham. 🙂
      Desejamos sucesso na sua jornada como profissional de RH!
      Obrigada por acompanhar nosso blog. 😊

      Time Vaipe 💜

  3. Boa tarde !
    Na empresa onde trabalho , há um equipe de RH que trabalha para garantir os direitos dos colaboradores em conjunto com as necessidades da empresa . Sabemos que num ambiente corporativo , a equipe de RH, tenta ao máximo fazer o seu papel , mas , como existe uma rotatividade constante entre os funcionários ( desde demissões , admissões , plano de cargos e carreiras , que resulta de mudança de pessoas nos cargos ) no RH da empresa que faço parte , não é diferente. Levando em conta a política da empresa , avalio que , nesta gestão atual , num geral , o departamento deixa um pouco a desejar . Como sou funcionária a 15 anos , e atuo desde a inauguração , várias equipes já passaram , e noto o despreparo com relação às equipes iniciais . Talvez seja por conta da insatisfação , já que os novos indivíduos que ocupam novos cargos , são “ velhos funcionários “. E muitas das vezes , ja estão desmotivados e com “vícios”, atrapalhando assim essa inovação esperada .

  4. Estou muito satisfeita com meu curso de RH,pois me identifico demais,gosto de trabalhar com pessoas e quero fazer a diferença nessa área,hj vejo muito o RH da empresa inerte no que diz respeito aos colaboradores,precisamos de ações acertivas para que não só o empresário fique satisfeito,mas ambas as partes.

  5. Vejo muito o RH trabalhando emprou da empresa e deixando os interesses dos colaboradores bem distantes.

  6. Na empresa onde trabalho,nem conheço quem é o gestor de rh,é como se o que estou aprendendo na disciplina fosse um conto de fadas,é muito triste ver que toda essa teoria não existe na prática, quero fazer a diferença

  7. Na empresa onde minha mãe trabalha o RH é péssimo, só tratam mal o colaborador com ignorância e ameaças; acredito que uma grande parte das pessoas não estão preparadas pra atuar na área, ou a gestão da empresa que é ruim e acaba passando isso pro RH.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.