Turnover: o que é, como calcular e 4 dicas práticas para reduzir o turnover

O turnover, ou rotatividade de pessoal, é o termo utilizado para indicar e medir o movimento de saída de colaboradores e, também, das entradas necessárias para realizar as substituições em uma empresa.

A preocupação com esse indicador deve fazer parte das prioridades da organização – afinal, perder funcionários é sinônimo de perder talentos e experiência. Além disso, a taxa acarreta custos com encargos e novos investimentos e contratações. Isso sem falar no tempo necessário para o recrutamento e a adaptação dos novos colaboradores.

A ideia de que o turnover seja algo inevitável ou culpa estrita dos profissionais que não são comprometidos com a empresa já ficou no passado. Hoje, já sabemos que em um cenário altamente competitivo é fundamental considerar a retenção de talentos como uma parte essencial da estratégia do negócio.

Que tal descobrir mais sobre esse tema tão impactante para seu negócio? A seguir, aprenda a calcular o turnover e entenda como é possível reduzir o índice em sua empresa. Acompanhe.

Turnover

 

O que é o turnover?

Sucintamente, turnover é o movimento no qual um funcionário é substituído por outro novo. Esse indicador do RH serve para medir a rotatividade dos colaboradores durante um período de tempo especificado.

Desse modo, a taxa pode se aplicar a subcategorias, como departamentos individuais ou grupos demográficos, para se obter um panorama mais completo sobre o que ocorre dentro da organização.

É válido ressaltar que toda empresa possui turnover, porém, altas taxas indicam problemas, como perda de talentos, baixo engajamento, clima organizacional ruim, falta de perspectivas, entre outros.

Além disso, é importante lembrar de que a demissão é um sintoma e a sua causa deve sempre ser analisada. Por isso, é importante conhecer os diferentes tipos de turnover e entender qual é a melhor maneira para lidar com eles e reduzir o seu impacto negativo. É sobre isso que vamos falar a seguir!

Quais são os tipos de turnover?

Existem diversos motivos que levam os funcionários a ingressarem ou a se desligarem de uma empresa. Ao calcular o turnover, é preciso considerar não apenas o volume de demissões e contratações, como também considerar as aposentadorias, os afastamentos, as transferências e outras ocorrências.

Para tudo isso ficar mais claro, conheça os tipos de turnover:

Turnover voluntário    

Este tipo de rotatividade ocorre por iniciativa do colaborador. Nele, é o empregado quem escolhe encerrar o vínculo com a empresa. Essa decisão pode ter inúmeros motivos, como o recebimento de ofertas de trabalho em outras organizações, falta de plano de carreira, conflitos internos, entre outros.

Algumas das razões por trás do turnover voluntário são bastante preocupantes, indicando problemas no clima ou na cultura organizacional. Por isso, é imprescindível realizar entrevistas de desligamento para entender os motivos que estão levando os colaboradores a pedirem demissão.

Turnover involuntário

Diferentemente do que ocorre no modelo anterior, no turnover involuntário a decisão de encerrar o vínculo parte da empresa. Conflitos internos, baixa performance, dificuldades de fit e redução de custos são alguns nos motivos que podem levar a essa decisão.

As demissões podem ser onerosas e burocráticas, considerando toda a legislação a respeito do tema. Por isso, é sempre importante entender os motivos dos desligamentos. Além disso, eles também podem indicar problemas mais enraizados, como método de seleção deficiente ou falha na comunicação organizacional, por exemplo.

Turnover funcional

Este processo ocorre quando um colaborador insatisfeito, com performance e desempenho baixos, escolhe, por conta própria, deixar a empresa. Podemos dizer que o turnover funcional une o útil ao agradável, já que poupa a organização dos custos relacionados ao desligamento, ao mesmo tempo em que abre a oportunidade de contratar um profissional mais adequado à vaga.

Turnover disfuncional

Aqui, ocorre a situação inversa: um colaborador de alta performance deixa a empresa por conta própria. Esses casos são delicados pois indicam que a organização não foi capaz de oferecer condições e oportunidades para reter o talento, o que pode prejudicar a produtividade do negócio e a employee experience.

Como calcular o turnover?

Desenvolver estratégias para reduzir o turnover é fundamental para manter os times produtivos e engajados. Sabe-se que a rotatividade está diretamente relacionada aos resultados do negócio, já que cada desligamento envolve custos, burocracia e tempo.

E, como vimos, por trás de um alto índice de turnover podem estar diversos motivos. Por isso, é essencial saber examinar o ambiente de trabalho e, também, calcular o índice.

Para calcular o turnover, considere o número de colaboradores admitidos em um determinado período, some ao número de profissionais demitidos no mesmo espaço de tempo e divida por dois. Em seguida, divida o total pelo número de colaboradores da empresa e multiplique por 100. Achou complicado? Você pode utilizar uma calculadora de turnover da Vaipe e simplificar essa tarefa.

4 dicas práticas para diminuir o turnover da sua empresa

Se você quer diminuir o turnover da sua empresa e alavancar o engajamento dos times, deve garantir que as seguintes práticas sejam implementadas:

Ofereça oportunidades e desafios dentro da empresa

Reconhecer os talentos e oferecer ferramentas e oportunidades para que os colaboradores sejam protagonistas da sua carreira é uma das principais estratégias para diminuir o turnover.

Por isso, essa prática envolve permitir que os profissionais se apliquem para vagas internas, descrever planos de carreira de maneira clara e desafiadora e estabelecer uma boa política de benefícios.

Estabeleça práticas de reconhecimento eficientes

A empresa deve adotar práticas para ser ativa no reconhecimento dos colaboradores, valorizando os profissionais que tenham entregas consistentes para que eles não busquem por oportunidades em outras empresas.

Ademais, implementar uma cultura de feedback também é importante para desenvolver uma gestão de desempenho contínua, que permita que os funcionários evoluam e se sintam reconhecidos dentro da organização.

Tenha gestores preparados para os cargos que exercem

Gestores bem preparados entendem seu papel como mentores dos colaboradores e ajudam a estabelecer uma cultura de desenvolvimento dentro das equipes.

Por isso, para reduzir o turnover, é preciso focar em capacitar os gestores, por meio de avaliações, treinamentos e encontros que possibilitem a troca das melhores práticas e desafios com os times.

Pesquisas de engajamento, clima e avaliação de desempenho

Para reduzir as demissões e reter talentos, é essencial manter um ambiente de trabalho positivo e que favoreça o engajamento.

Dessa forma, as pesquisas de engajamento, clima e avaliação de desempenho podem contribuir para o levantamento dos fatores que estão comprometendo o índice de turnover, proporcionando insights do que fazer para reverter cenários negativos.

E você, já pratica alguma das nossas dicas práticas para reduzir o turnover? Enfrenta algum desafio para reduzir o índice de rotatividade de colaboradores em sua empresa? Deixe sua mensagem nos comentários.

(Visualizado 11 vezes, 1 visualizações hoje)
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo