Resultados de engajamento: o que fazer quando estão baixos?

A pesquisa de engajamento é usada para medir a satisfação de colaboradores. Mas o que fazer quando os resultados de engajamento estão baixos?

resultados de engajamento

A Vaipe é uma plataforma de people analytics que, através de pesquisas digitais, dá voz aos colaboradores, empodera liderança e RH com dados assertivos e estimula a troca de reconhecimento e feedbacks. Entre as nossas soluções, oferecemos o Termômetro de Engajamento, que mensura o engajamento de colaboradores através do eNPS (employee Net Promoter Score).

A pergunta eNPS é aplicada mensalmente: “De 0 a 10, qual é a probabilidade de você recomendar sua empresa como um bom lugar para se trabalhar?” e há um espaço para comentário anônimo e opcional.

Mas o engajamento é volátil, ou seja, pode mudar a qualquer momento. Por isso, a Vaipe também fornece a Pesquisa Pulse Contínua, composta por perguntas com respostas sim ou não enviadas semanalmente para identificar quais são os fatores que mais impactam no engajamento de colaboradores. Há também o espaço para comentário anônimo e opcional.

resultados de engajamento

Ao aplicar essas pesquisas, clientes da Vaipe acompanham mensalmente pela plataforma os resultados quantitativos e qualitativos do eNPS com comparativo de mercado e é possível dividir a empresa em promotores (quem indica entre 9-10), neutros (quem indica entre 7-8) e detratores (quem indica entre 0-6).

Além disso, semanalmente recebem diferentes insights sobre Gente e Gestão com a Pesquisa Pulse Contínua.

Mas e quando o eNPS da minha empresa está baixo e tenho mais neutros e detratores do que promotores?

Quais atitudes não ter em relação aos resultados de engajamento baixos?

“Acho que meu time não entendeu a pesquisa, por isso deu notas baixas. Precisamos explicar de novo!”

Pode parecer óbvio, mas alguns líderes ainda acreditam que seus colaboradores dão notas baixas ou neutras porque não entenderam a pesquisa. Mas se uma pessoa dá uma nota 7, é porque essa nota é a que realmente representa como ela se sente – neutra.

Possivelmente as pessoas do seu time não erraram ou se enganaram, mas sim enviaram as notas baixas ou neutras com consciência e convicção do que elas representam.

Aceitar que o problema da sua empresa não é uma percepção errada por parte de colaboradores sobre a pesquisa e sim que efetivamente existem pontos de melhoria é essencial para realmente promover mudanças.

Inclusive, a realidade é totalmente o contrário: o eNPS baixo pode indicar que a pesquisa efetivamente se tornou um canal seguro e relevante para as pessoas colaboradoras se expressarem.

Elas expuseram como realmente se sentiam e deram sugestões sem medo de sofrer qualquer tipo de represália porque entenderam que o anonimato está garantido e que a função da pesquisa é que a empresa e seu dia a dia melhorem.

Isso quer dizer que seus colaboradores estão dispostos a ajudar a criar um ambiente de trabalho melhor! E essa é a função da pesquisa de engajamento, não é?

“Preciso saber quem deu uma nota tão baixa!”

Primeiro passo: pare de procurar culpados! Deixe emoções como ego e orgulho um pouco de lado. Seu trabalho não é entrar em uma reunião com o seu time e perguntar quem está dando notas baixas.

Isso trará uma sensação de caça às bruxas dentro do seu time, alavancando medo e desconfiança: dois fatores que destroem a inovação e engajamento dentro dos times.

Não há a necessidade de buscar de quem saiu a nota baixa ou neutra, ela não é um ataque, mas sim uma expressão de como está o engajamento, emoções e sentimentos das pessoas colaboradoras.

Sua função como liderança deve ser identificar, por meio dos comentários, análises das alavancas de engajamento e ações práticas no dia a dia da equipe, o que precisa ser melhorado e trabalhar para reverter as notas baixas e neutras em notas altas, fazendo com que um 5 evolua para um 6, um 7 evolua para um 8, e assim até chegar a 10.

“Não tem mais o que fazer com um eNPS baixo assim!”

Não se desespere, nada está perdido! Olhe para o dado com calma e veja como uma oportunidade de reverter rapidamente esse quadro.

Até porque, pela metodologia da Vaipe ser contínua, possibilita que o problema seja solucionado de forma rápida.

Assim, você pode identificar as questões importantes que podem gerar melhorias de forma mais imediata. Isso é fundamental para mostrar ao time que eles estão realmente sendo ouvidos e que a empresa está implementando ações de melhoria.

O que fazer com os resultados de engajamento baixos?

Escute, analise e entenda os resultados de engajamento

A metodologia da Vaipe é um ciclo: pergunte, escute, melhore. Esse é o momento de escutar. Se os resultados de engajamento estão baixos, você precisa procurar entender por que as pessoas estão se sentindo assim.

Isso quer dizer ler os comentários e analisar os resultados das perguntas semanais de Pesquisa Pulse Contínua para entender quais fatores mais estão influenciando no baixo engajamento do time.

Além de que você pode pensar, por exemplo, em aplicar pesquisas pulses pontuais como o Termômetro de liderança para verificar se a origem do baixo engajamento tem a ver com gestores ou não.

Ou seja, após receber resultados de engajamento baixos, você precisa focar em escutar, analisar e entender.

Melhore: planos de ação

Após identificar as causas do eNPS baixo, é hora de pensar em planos de ação para melhoria.

Você pode começar lendo os artigos de melhores práticas escritos pelos nossos Especialistas de Engajamento. Eles estão disponíveis na plataforma no menu lateral esquerdo, “Melhores Práticas”, e são baseados na análise de sentimento dos comentários e nas reuniões de acompanhamento. Com eles você tem insights do que pode ser colocado em ação na sua empresa.

Também já falamos que a liderança é a protagonista na gestão de engajamento, mas o time de People pode atuar como parceiro, levar ideias de melhores práticas com uma visão ampla e com comparação de resultados tanto em relação a outras equipes da própria empresa quanto do mercado.

Assim, os planos de ação devem ser discutidos e reforçados com o time de People, mas a liderança é quem fica responsável por executá-los. E essa é a parte mais importante: colocar em prática! Não adianta identificar os problemas, elaborar planos de ação e deixá-los apenas no papel. Sem mudanças na prática não existe melhoria.

Além disso, seja transparente com as pessoas. Alinhe com o time de People quais resultados são importantes de serem compartilhados com a sua equipe e como eles serão comunicados. Lembre-se também de comunicar as ações que a empresa está implementando com base nas sugestões de melhoria.

Com essas estratégias, sua organização estará no caminho certo para superar os desafios de Gente & Gestão e ter colaboradores altamente engajados e felizes!

Você ainda não mede engajamento e quer começar uma pesquisa com a Vaipe? Teste a nossa plataforma grátis por 14 dias!

resultados de engajamento

(Visualizado 31 vezes, 1 visualizações hoje)
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.