RH 4.0: o novo papel da gestão de pessoas

Durante anos o papel do profissional de RH foi elaborar folhas de pagamento e fazer o recrutamento e seleção de pessoas. Contudo, essa figura mudou completamente. Hoje o departamento de RH pode ser considerado como o setor de Gente e Gestão. Ou melhor, como o RH 4.0 que cuida do principal ativo das empresas: as pessoas.

Mas quando isso aconteceu, como e por quê? Será que você, profissional de gente e gestão, se adaptou a esse novo cenário? Continue lendo nosso artigo e entenda tudo sobre o RH 4.0!

Aqui você vai descobrir:

  • O que é a Indústria 4.0?
  • O que é o RH 4.0?
  • RH 4.0 vs RH Tradicional: o que mudou?
  • Quais são as vantagens do RH 4.0?
  • Quais são os novos desafios do profissional de RH?
  • Descubra as tendências do RH 4.0

rh 4.0

O que é a Indústria 4.0?

Com a ascensão da Revolução Industrial no século XX, nasceram grandes empresas automobilísticas e o modelo de produção em massa.

Foi assim, nesse ambiente acelerado, que fez-se necessária a criação de uma área responsável pelas tarefas relacionadas aos funcionários da empresa (folhas de pagamento, contratações e demissões).

Entretanto, nesse período a maior parte dos profissionais eram operários e não existia uma preocupação com a motivação e engajamento dos colaboradores.

No entanto, os anos passaram e a nova era chegou. Hoje se fala muito sobre a Indústria 4.0, que carrega consigo novos termos envolvendo tecnologias disruptivas como a Inteligência Artificial e tantas outras que estão prestes a existir.

Aliás, nenhuma dessas novas tecnologias existiriam se não fosse pela criatividade e a inteligência humana. Por esse motivo, as pessoas tornaram-se o principal ativo das empresas.

Como resultado, tornou-se necessária a capacitação dos profissionais e a preocupação com o engajamento dos colaboradores. Surgindo assim, o RH 4.0.

O que é o RH 4.0?

O RH 4.0 é a nova versão dos Recursos Humanos, estruturada em estratégias que prezam pelo engajamento e satisfação dos colaboradores.

Dessa forma, as ações e tomadas de decisões são baseadas em dados. Ou seja, o crescimento de tecnologias como Big Data e Inteligência Artificial tornou possível a automatização de processos manuais.

Assim, a realização e análise de pesquisas como de engajamento e clima podem ser automatizadas facilmente através de plataformas especialistas.

RH 4.0 vs RH Tradicional: o que mudou?

Embora as mudanças no RH já tenham começado há algum tempo, diversos profissionais ainda tem dificuldade em acompanhar essa evolução. Afinal, o que mudou? Por que é tão difícil se adequar às novas práticas do RH 4.0?

Primeiramente, a maior transformação entre o RH Tradicional e o RH 4.0 é a mudança de posicionamento do profissional de gente e gestão. Em síntese, se antes a preocupação era com pagamentos e contrações, agora o que recebe atenção é o índice de turnover e o engajamento dos colaboradores.

Isto é, ter um funcionário feliz e satisfeito com a empresa é chave para construir uma empresa sólida e reconhecida no mercado. Até porque, são eles que lidam diretamente com os seus clientes.

Por isso, é trabalho do RH se beneficiar das novas tecnologias do mercado e implementá-las na empresa. Algumas empresas B2B oferecem ferramentas para melhorar a comunicação interna, análise de desempenho, automatização de folha de pagamento, pesquisa de clima, etc.

Assim, é possível que o RH faça um trabalho ao lado do CEO para medir quais são os planos para o futuro da empresa e se isso está alinhado com as expectativas do colaborador. Evitando então, a falta de engajamento, aumento do turnover e o clima negativo na empresa.

Quais são as vantagens do RH 4.0?

Eventualmente, os avanços do mercado não só mudaram a forma com que o RH deve ser visto, como também trouxeram ferramentas que descomplicam a vida dos profissionais. Com isso, temos um RH digital, ágil e inteligente!

Desse modo, pode-se considerar RH digital devido a substituição de toneladas de papéis pela facilidade do computador. Assim, formulários, cálculos e anotações podem ser feitos por meio de ferramentas como Excel, Google Forms, entre outros.

Além disso, tais plataformas fizeram com que os processos de RH se tornassem ágeis. Agora pesquisas de clima e tantas outras atividades podem ser feitas em um curto espaço de tempo com a ajuda de softwares especializados.

Por fim, a invenção da Inteligência Artificial (IA) tornou o RH inteligente. Pode até parecer assustador, mas com a ajuda da IA você pode cruzar dados e fazer grandes descobertas.

Em resumo, essa tecnologia tem o poder de analisar grandes bases de dados para te mostrar resultados surpreendentes! Uma vez que por meio dela é possível encontrar padrões de comportamento entre os colaboradores.

Já pensou saber se o seu colaborador está prestes a sair da empresa antes disso acontecer? Com a Inteligência Artificial isso é possível! Assim, você pode criar estratégias e ações para reter talentos sem complicações.

Quais são os desafios do novo profissional de RH?

Por causa das novas tecnologias, o profissional de RH ganhou novos desafios. Com as mudanças do mercado, o perfil analítico e estratégico se tornou essencial para lidar com as adversidades do setor.

Em outras palavras, aquela velha ideia de que RH é feeling deixou de ser verdade. Entretanto, adquirir o perfil analítico e baseado em dados nem sempre é um tarefa fácil. Afinal, somos incentivados a ter medo da matemática desde a época da escola.

Mas nem tudo está perdido! O mercado está repleto de cursos rápidos que capacitam os profissionais a aprenderem essa habilidade. Um exemplo são cursos de People Analytics que ensinam análises de indicadores qualitativos e quantitativos.

Em contraste, outro grande obstáculo é a criação de estratégias que engajam os colaboradores. Com o crescimento do mercado e a criação de novas carreiras fica cada vez mais difícil encontrar profissionais qualificados.

Por esse motivo, se torna primordial que o RH desenvolva estratégias ao lado da gestão para reter e atrair talentos. Visto que, as ações assertivas não só ajudam na retenção de talentos, como também diminuem o índice de turnover. Sendo esse o terceiro desafio do profissional de RH.

Por último, mas não menos importante, é fundamental garantir a satisfação dos colaboradores. Aliás, este é um dos principais fatores que impactam diretamente no turnover da empresa.

Você consegue medir a satisfação dos colaboradores através da pergunta de eNPS, que também evidencia o clima da empresa. Com isso, a criação de estratégias de engajamento se tornam mais assertivas.

Descubra as tendências do RH 4.0

Sendo o perfil analítico a principal característica que o profissional de RH deve desenvolver, o People Analytics com certeza é a nova tendência do RH 4.0!

Desta forma, essa metodologia que veio para revolucionar o mercado. Tratando da coleta, organização e análise de dados aplicadas na gestão de pessoas. Por esse motivo, o uso de KPIs se torna essencial para acompanhar a evolução de estratégias aplicadas com os colaboradores.

Como exemplos de KPI temos o índice de turnover, excelente para entender como e porque os colaboradores estão deixando a sua empresa. Assim como o eNPS, que mostra como anda o clima e satisfação dos funcionários com a organização.

Sendo assim, o RH 4.0 veio para mostrar que o setor de Gente e Gestão deixou de ser feeling para se tornar analitycal.

Se você curtiu esse post, não deixe de assistir o nosso webinar com a ClickBus sobre RH 4.0 e organizações que confiam no RH:

(Visualizado 1.584 vezes, 1 visualizações hoje)
Compartilhe

3 thoughts on “RH 4.0: o novo papel da gestão de pessoas

    1. Muito obrigado Tehani! Temos orgulho em compartilhar os melhores conteúdos de gente e gestão com a comunidade Vaipe 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo