Qual é a influência da internet nas tendências de trabalho?

O advento da internet mudou toda a estrutura da sociedade. Afinal, ela alterou os relacionamentos, a noção de tempo e espaço e, até mesmo, a relação com o trabalho. Relação essa explorada em Internet Trends Report 2018, um relatório de Mary Meeker, que aborda como a internet influencia nas tendências de trabalho.

tendências de trabalho

Até porque os preços mais baixos dos computadores, a maior capacidade de armazenamento, a conectividade mais barata e o maior compartilhamento de dados impulsionou ainda mais mudanças nas tendências de trabalho. E isso não foge do comum. Afinal, ao longo do tempo, as transformações foram todas conduzidas por novas tecnologias.

Dessa forma, os dados globais e, mesmo os específicos dos Estados Unidos, representam tendências reais para o mundo empresarial neste ano. Por isso, trouxemos alguns pontos que achamos interessantes compartilhar.

Tendências de trabalho: flexibilidade

Primeiramente, uma das questões levantadas é a dos benefícios mais desejados pelos trabalhadores. Em pesquisa feita pela Gallup, nos EUA, as pessoas mudariam de emprego para ter acesso a:

  • Seguro saúde: 61%
  • Bônus monetário: 54%
  •  Férias pagas: 53%
  • Horário flexível: 51%
  • Pensão: 51%
  • Saída paga: 48%
  • Lucro compartilhado: 40%
  • Trabalhar de casa: 35%

Assim, dentre esses benefícios, destaca-se a flexibilidade como benefício não monetário mais desejado.

Trabalho freelance

O estudo também analisou a capacidade atual da tecnologia de facilitar o encontro de trabalho freelance. Em 2014, 69% das pessoas afirmaram que a internet ajudava a encontrar esse tipo de trabalho nos EUA. Já em 2017, esse número cresceu para 77%.

Além disso, a força de trabalho autônoma teve um crescimento 3x mais rápido quando comparado à força de trabalho total. O crescimento da força total de trabalho de 2014 até 2017 foi de 2,5%, enquanto a força de trabalho autônoma cresceu 8,1%.

Trabalho on-demand

Outro ponto importante observado é o alto crescimento do trabalho sob demanda (on-demand). A Intuit verificou um aumento de 23% no número de trabalhadores sob demanda de 2015 (2,4 milhões) a 2017 (5,4 milhões) nos Estados Unidos. A expectativa para 2018 é, portanto, positiva: 6,8 milhões de trabalhadores.

Exemplos de plataforma

A Uber é, por exemplo, uma plataforma de trabalho sob demanda que teve um crescimento global gigantesco de 2014 a 2017. A receita bruta que era de aproximadamente 3 bilhões, passou para mais de 35 bilhões no último ano. E o número de motoristas também aumentou, a plataforma que contava com 1 milhão de motoristas, ano passado já possuía 3 milhões.

A Airbnb também é um exemplo desse crescimento. Até porque a chegada de hospedes foi de quase 16 milhões em 2014 para 80 milhões em 2016, aproximadamente. Já os anúncios ativos subiram de 2 milhões em 2015 para quase 5 milhões em 2018, aproximadamente.

E aí, o que achou dos dados sobre tendências de trabalho? Não esqueça de deixar um comentário!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao topo